Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Campanha alerta para o abuso sexual contra crianças e adolescentes no ambiente virtual

Atualizado em 12/05/2022 12:06

Começou a circular nesta quinta-feira, 12, campanha publicitária de alerta sobre o abuso sexual praticado contra crianças e adolescentes no ambiente virtual. A iniciativa resulta de parceria do Ministério Público do Tocantins (MPTO), Prefeitura de Palmas e Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedeca) Glória de Ivone.


A campanha é alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio. As mensagens trazem alertas aos pais, principalmente sobre como identificar se seus filhos estão sendo vítimas de abuso e como denunciar este tipo de crime.


Conforme adverte a campanha, as crianças têm acesso às redes sociais cada vez mais cedo, estando preparadas ou não para as interações que o ambiente virtual possibilita. Em caso de abuso, costumam expressar baixa autoestima, sentimentos de culpa e vergonha, ansiedade, automutilação, agressividade, alteração de hábitos de socialização, falta de confiança nos adultos, dificuldade de aprendizagem e outros sinais. Os casos podem ser denunciados ao MPTO pelo telefone 127 ou ao serviço federal Disque 100.


A campanha está sendo veiculada em TVs, rádios, redes sociais e também por meio de outdoor, cartazes e busdoor.

Evento
Nos dias 18 e 19 de maio, acontece presencialmente no auditório do Ministério Público do Tocantins o 1º Encontro de Capacitação sobre o Fluxo de Atendimento às Crianças e Adolescentes Vítimas e/ou Testemunhas de Violência, voltado aos profissionais que atuam na Rede de Proteção de Palmas. Um dos temas centrais será a necessidade de observância da Lei n° 13.431/2017 e do Decreto nº 9.603/2018, que regulamentam o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, inclusive estabelecendo a escuta especializada e o depoimento especial.


Os interessados podem se inscrever até 17 de maio, no endereço http://eadcesaf.mpto.mp.br/moodle