Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal, atalho ctrl shift 1. Acessar formulário de pesquisa, atalho ctrl shift 2. Acessar menu, atalho ctrl shift 3. Acessar mapa do site, atalho ctrl shift 4. Para voltar ao menu de acessibilidade tecle ctrl shift 0.
Acessibilidade Alto contraste
+
Tamanho de texto

Ctrl/Cmd + para aumentar

Ctrl/Cmd - para diminuir

Ctrl/cmd 0 para voltar ao padrão

Ministério Público do Estado do Tocantins

Páginas

2ª Reunião Ordinária

A 2ª Reunião ordinária foi realizada, no dia 14 de setembro de 2016, na sede do Ministério Público do Estado do Tocantins, cuja pauta fora: 1) análise e aprovação da Ata da 1ª Reunião Ordinária; 2) informes da Coordenação; 3) palavra livre; 4) análise e aprovação do Plano de Trabalho, biênio 2016-2017 a ser apresentado pelas Comissões Temáticas 2 e 3; 5) análise da proposta de manifestação do Fórum quanto à pulverização aérea de zonas urbanas para fins de combate ao mosquito transmissor de doenças como Zika, Dengue e Chikungunya, conforme Lei 13.301/2016 e 6) encerramento. 

A Coordenação do Fórum recebeu denúncia de que a pulverização aérea de agrotóxicos na região do Jalapão está afetando as abelhas e consequentemente os apicultores. O Conselho Indigenista Missionário (Cimi), afirmou que em todas as suas reuniões a comunidade indígena se queixa da pulverização aérea, a qual está adoecendo a comunidade, trazendo gosto ruim para água, espantando os bichos e até as frutas não tem o mesmo gosto e o mel não é saudável. Dessa maneira, observou-se a necessidade de um pedido formal para  a constatação da veracidade dessas afirmações para possibilitar medidas sanadoras.

Publicado em